Triquicibernautas

19/10/2017

Olhando para a floresta como uma grande ferramenta pedagógica, hoje de manhã (a ameaçar chuva “molha tolos”), fomos refinar os sentidos…Fomos usufruir de três prazeres básicos: prazer das sensações, o prazer do sentir o movimento e o prazer da contemplação.
Munidos de galochas ou botas à prova de água e de impermeáveis, caminhamos por caminhos ladeados de folhas de outono.. . Que bom senti-las molhadas. Abraçamos as pedras... Sentimos a leveza do tapete da caruma... corremos felizes, de mãos dadas com a natureza, chapinámos nas poças.











Foi uma relação de sensibilidade, encantamento e felicidade!

De volta à escola, era necessário tirar as galochas e calçar os sapatos ou as sapatilhas… Processo um pouco moroso, mas já no bom caminho (até os mais novos).




18/10/2017

Nestes dias temos falado da alimentação saudável. Ontem mesmo, distribuímos maçãs, com mensagens que apelavam a comer fruta e não doces. Também ontem, decidimos o que fazer para vender na nossa Feira do Outono. Essa decisão, passou pela confeção de bolachas. Mas bolachas? estas são saudáveis? São, se forem como as que fizemos.
Então vamos lá ... O grupo que se ofereceu para fazer esta atividade, foi ao supermercado, comprar alguns dos ingredientes que a receita da nossa professora trazia.
Já tínhamos ovos, flocos de aveia integral, margarina, canela, precisávamos de farinha de aveia integral e açúcar integral puro da cana (do escuro). O D insistia que o açúcar amarelo era o que precisávamos, mas a Srª do supermercado, deu-nos o açúcar correto.



Com todos os ingredientes, pusemos mãos à obra, ou literalmente, mãos na massa.






Para 40 bolachas, precisamos de 5 ovos, um pacote de flocos de aveia integral, 100 gramas de açúcar integral de cana, 200 gramas de farinha de aveia integral, 200 gramas de margarina e 2 colheres de chá de canela. Misturamos todos os ingredientes, amassamos bem, achatamos os montinhos da massa com as mãos, dispomos num tabuleiro com papel vegetal e levamos ao forno, a 225ºC, e deixamos cozer durante 15 minutos.





Et voilá...


Por fim desenhamos e pintamos sacos de papel para meter as bolachas.




Prontas para a feira...



Desapareceram num instante...Quem as provou, disse que estavam deliciosas! 

17/10/2017

Ontem, como Aqui referimos, estivemos a conversar sobre alimentação saudável. A história que a nossa professora nos leu, falava de frutas e legumes. Ficou então no nosso diário de grupo, que hoje iríamos fazer uma atividade com maçãs (escolhemos esta fruta, por ser uma das mais frutas que mais vitaminas e fibras contém.... Sabem aquele ditado que afirma que se comermos uma maçã por dia, mantemos o médico afastado? ). 
Então pedimos aos nossos pais para trazermos uma maçã, o que aconteceu. A essas maçãs, acrescentamos uma folhinha com uma mensagem nossa. Essas mensagens, passaram por ex: COMA UMA MAÇÃ, NÃO COMA BOLHAÇAS... NÃO COMA BOLO, COMA MAÇÃ... COMA MAÇÃ, NÃO COMA BOLICAOS...COMA MAÇÃ, NÃO COMA GOMAS.




Depois fomos oferecer as maçãs, primeiro aos adultos da nossa escola e depois fomos para a rua.





Passamos pela Escola Básica de Caldas de Vizela...






Continuamos e fomos até à EB Enxertos...







De repente, tinham-se acabado as maçãs...Esperamos que a mensagem tenha passado.

De tarde, o grupo responsável acabou o gráfico das frutas e legumes da história "Camilão Comilão)...







No final, fizeram a comunicação ao grande grupo, sobre o trabalho realizado e ainda levantaram questões.

A nossa Feirinha de Outono já começou hoje e nós já estivemos a vender.



Amanhã continuamos!

Nota: Obrigada aos pais, por toda a colaboração.

QR code

QR code
 
Copyright (c) 2010 Triquiteiros de S.João. Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.